iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Análise do Dr Marcelo Ferreira Caixeta, médico psiquiatra.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Que tipo de Psicopatia o Lázaro tem? Uma análise psiquiátrico-forense. …..

Nessa análise, levo em conta novos dados trazidos pela mídia. Que ele teria esposa e dois filhos. Que já teria passagens policiais por estupro ( colocaria mulheres nuas para cozinharem para ele, depois estuprava ), homicídios ( matou dois primos que queriam defender uma ex-namorada contra seus assédios ), assaltos. Há relatos de que, mesmo tendo um laudo médico de “psicopata irrecuperável”, mesmo após vários homicídios, estando preso em 2013, fôra libertado em 2014. Aproveito aqui para dizer : por erros médicos a gente paga, mas por erros judiciários, por que nunca ninguém paga?

O termo “psicopata” hoje em dia não quer dizer muita coisa, justamente porque serve para dizer muita coisa ( pessoas frias, pessoas que cometem crimes ou gravidade de crimes sem motivação plausível, crimes com violência ou motivação desproporcional, crimes por incapacidade de entender o ato ou por incapacidade de se deliberar adequadamente contra os impulsos, pessoas que não têm escrúpulos, pessoas que cometem múltiplos tipos de crimes e de modo desorganizado, pessoas extremamente instáveis, pessoas extremamente instintivas, pessoas que cometem crimes organizados, mas motivados por alguma “tara” patológica, motivados por impulsos sexuais, agressivos, místicos, delirantes, ou seja, motivos patológicos) . Nesse sentido, de fato , Lázaro poderia ser enquadrado como “psicopata” ( este é um estudo genérico, teórico, hipotético, pois não examinamos o paciente pessoalmente ) . Mas que tipo de “psicopata”?

Poderíamos dividir os grandes psicopatas criminais em quatro grupos.

1/ Criminosos psiquiátricos psicóticos : são aqueles que cometem crimes em estado de “psicose”, ( loucura, delírios, alucinações, agitação psicomotora) . Não é o caso de Lázaro. Esses criminosos psicóticos geralmente são desorganizados, têm um pensamento confuso, não demonstram inteligência nas fugas, nas estratégias, nos planejamentos. São nitidamente delirantes . Há de se ter cuidado porque os outros tipos de psicopatas, criminosos psiquiátricos, tentam imitar esse tipo, para “ficarem livres da cadeia”. Esse grupo corresponde a esquizofrênicos, paranoicos, epilépticos, dementes, lesionados cerebrais, psicóticos maníaco-depressivos, das classificações psiquiátricas clássicas.

2/ Criminosos psiquiátricos insensíveis-obsessivos. São aqueles “acima de qualquer suspeita”, controlados, frios, planejados, mas que albergam em suas mentes obsessões patológicas, taras sexuais, agressivas, sádicas, masoquistas. Suas obsessões fazem com que eles retornem sempre aos mesmos crimes, que aliviam sua ansiedade, lhes dão prazer. No início aliviam a ansiedade, aliviam sua distimia, mas com o tempo viram um vício prazeroso. São muito inteligentes, meticulosos, planejados. Lázaro não se enquadra aqui. Esse grupo corresponde ao que se convencionou denominar de “serial killers”.


Continue lendo o texto do Dr Caixeta em seu facebook.

Análise Psiquiátrica do “Serial Killer” Lázaro, de Goiás-Brasília

Respondemos abaixo algumas questões da mídia, entre outras, da Rede Record TV Goiânia.

1/ Lázaro é um serial killer ? Resposta : A resposta técnica, psiquiátrica, seria “não”. Em psiquiatria forense temos um entendimento diferente da nomenclatura policial, para quem, se matou mais de três pessoas, seria um “serial killer” (matador em série). Mas, em psiquiatria, para se dizer que o indivíduo é um “serial killer” ( não um “criminoso serial”, que é diferente ), ele tem de ter algumas características que Lázaro aparentemente não tem ( pelas informações da mídia, pois não o examinamos pessoalmente, nossas considerações, portanto, são gerais ). O serial killer , do ponto de vista psiquiátrico, é um indivíduo mais obsessivo, controlado, meticuloso, planejado, aparentemente calmo, “acima de qualquer suspeita”. Mas,por baixo dos panos, é também sádico ( gosto pela dor dos outros, gosto pela violência ), frio ( falta de empatia, compaixão, remorso, pelo sofrimento dos outros ). Lázaro parece ser um criminoso mais impulsivo, não-planejado, desinibido, não muito racional, é mais oportunístico, hiper-reativo.

2/ Mas parece que ele tem alguma meticuosidade em rituais de magia satânica… Resposta : Sim, ele tem um pequeno grau de obsessividade, isso demonstra que ele tem um grau de ansiedade, possivelmente distimia ( alterações depressivas do humor ) , disforia ( irritabilidade, impaciência ), humor reativo, explosividade. Ele não parece fazer parte daqueles “psicopatas alegres”, puramente “curtidores”, que se sentem num “parque de diversões”. O humor dele tem um lado pesado, sombrio.

3/ Só que, vendo algumas de suas fotos, parece que ele gosta de umas “festinhas”, tira fotos nú, quer “namoradas”. Resposta : Esse é o lado narcísico-megalomaníaco dele. É também hedonístico – gosto pelos prazeres. Pegou um gosto sádico em exercer a violência, e não tem inibições biológicas e sociais suficientes para impedir isso. Seu avô e sua mãe, segundo a mídia, faziam magia satânica, voltada para o mal, e ele parece ter assimilado essa falta de controle moral. Até muito pelo contrário, a moral aprendida com o satanismo e familiares o autorizava e estimulava a fazer e se comprazer no mal.

4/

Continue lendo o texto do Dr Caixeta em seu facebook.

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *