iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Em comum nas histórias, trauma e abuso.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site: transspecieismevamedusatiamat.blogspot.com.
Autoria do texto: .
Data de Publicação: .
Leia a matéria na íntegra clicando aqui. transspecieismevamedusatiamat.blogspot.com
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

George Takei, o Sulu da série Jornada nas Estrelas, revelou que perdeu sua “virgindade” aos 13 anos, com um conselheiro do acampamento, de 19 anos.

Takei, 79, disse que foi voluntariamente seduzido por uma conselheiro loiro “bastante atraente” em um acampamento de verão. Takei descreveu a experiência como “maravilhosa” e “deliciosa”.

A maioria dos meninos que se declararam gays aos 12 ou 13 anos foram molestados por homens mais velhos. Mas a maioria se recusa a admitir o abuso. No entanto, meninos não podem ser participantes “dispostos” porque são menores de idade.

Richard Hernándes, atualmente Eva Tiamat Baphomet Medusa, não foge à regra uma infância com traumas. Você pode ler sobre a história dele aqui.

A seguir dois posts seus a respeito de sua situação:

Minha próxima mod[ificação] mais esperada. EMASCULAÇÃO: PENECTOMIA TOTAL COM URETROSTOMIA PERINEAL PARA CA PENIS POr

AVISO! NÃO É PARA OS FRACOS DE CORAÇÃO.

Estou muito ansioso para fazer isso. Meu maior desejo na vida, acima de tudo, é me livrar dos meus genitais masculinos e, ao contrário da maioria dos transexuais M2F [de masculino para feminino], que obtêm a confirmação de gênero, escolhi ser neutro e sem gênero.

Há duas razões para eu ter escolhido este caminho, antes de tudo, o gênero tem sido a parte mais dolorosa e agonizante da minha vida, ficando confuso a maior parte da minha vida, pensando que eu não era gay, mas eu realmente era bi-sexual. A realidade que se instalou após repetidas tentativas de viver a vida de um homem heterossexual, falhando todas as vezes, que talvez haja uma alternativa diferente, para mim, que me faria feliz e que finalmente me traria paz. E, para ser honesto, eu simplesmente não consigo pensar em ter que ser homem ou ter que ser mulher, depois de muitos anos de angústia emocional e tormento psicológico, eu simplesmente não consigo me identificar com ser homem ou mulher, então, em essência, estou desafiando o gênero e estou desafiando ter que me conformar ao que a sociedade considera normal.

Então, o que eu vou ser, um homem ou uma mulher? Não serei nenhum dos dois, mas serei ambos, daí o meu nome escolhido, Baphomet, no entanto, embora seja conhecido geralmente por ter tanto seios como genitais masculinos, estou fazendo totalmente o oposto, optando por não ter genitais, cedendo à lógica distorcida que conduz minha insanidade.

TRANSESPECIEISMO – Além do binário de gênero (tornando-me sem gênero)

Ao comemorar quatro anos na HRT [Terapia de Reposição Hormonal], tendo alcançado sucesso e superando minha imaginação na minha feminização, estou agora na encruzilhada de outra decisão muito importante na vida, e antes de tomar minha decisão final, parei por um momento e olhei para a minha vida como um ser humano. Vejo uma ponte onde uma vida termina e uma nova vida emerge em seu centro, sou compelida pelo chamado da natureza a continuar, a dar o próximo passo em direção à minha completa felicidade. Como a grama do prado, curvada pela força implacável de um vento suave, eu tinha que seguir meu coração e fazer o que parecia mais natural para mim; minha metamorfose de uma criatura humana para uma criatura reptiliana me acenou para fazer a escolha de trocar meus genitais humanos. Disso, estou convencida, isso eu sei, fará de mim a pessoa mais feliz, enquanto tendo optado por uma vaginoplastia teria dificultado e limitado a minha metamorfose de dragão fêmea e também teria sido prejudicial para minha saúde emocional e psicológica.

Chegar a esta decisão não foi tão fácil para mim, com mais do que apenas algumas coisas a considerar, mas pesei todos os fatores, incluindo anos de ter tido uma relação de amor/ódio com minha masculinidade, meu pênis que carinhosamente chamei de ‘Sr.  Bojangles em particular. Posso dizer honestamente que finalmente estou em paz comigo mesmo e sinto que, ao quebrar o binário de gênero, ao optar por ser menos de gênero, fiz a melhor escolha para mim psicologica e emocionalmente. Em poucas palavras, estou muito cansada da corrida que governa este planeta e, da mesma forma que estou cansada de ser humano, também estou cansada de ser homem e mulher e, assim, declaro, rejeito ambos os gêneros. tendendo mais para alienesco, e menos humano enquanto continuo a mudar minha forma física para combinar com minha alma e minha forma natural e verdadeira; metade reptiliano metade dragão reptóide humano.

Como gosto de ser chamada, homem ou mulher? Honestamente, eu não me importo como as pessoas querem me chamar. Estou confortável na minha própria pele e não preciso nem quero afirmação de ninguém. Estou vivendo minha vida e estou fazendo do meu jeito e estou feliz, então isso é tudo o que realmente importa. Com tudo o que foi dito, eu me identifico como mulher e não como homem. Eu me vejo e vivo minha vida como uma fêmea, um dragão fêmea conhecido como a Dama Dragão, e tudo é legal desde que uma pessoa não me chame de homem ou se refira a mim como masculino ou eles verão os olhos verdes da morte da Medusa e pagarão pelo erro de suas abordagens, tornando-se um acréscimo ao meu jardim, e, ah sim, prefiro ser chamada de *”it” em oposição aos pronomes ela ou dela, mas não vou comer ninguém no café da manhã se eles escorregarem intencionalmente ou inadvertidamente.

Eu sei que alguns na comunidade trans não me entendem, assim como eu entendo que há pessoas na população em geral que também não me entendem. Tudo o que posso dizer é que você pode me entender, se tentar, e espero que um dia você possa ter tempo para ver que o que torna a comunidade trans e o mundo tão bonito é a diversidade como as cores do arco-íris ; isso é o que eu vejo quando vejo você, e embora eu possa não me encaixar no molde a que as pessoas estão acostumadas, eu ainda sou uma transexual e eu vou resistir e continuar a rugir e defender você e lutar por seus direitos enquanto houver fogo neste meu coração de dragão.

Quer as pessoas se levantem e apóiem ou se levantem e condenem, é uma peça na qual não tenho um papel. Estou sentada na platéia comendo pipoca com sal e limão, mas, não se preocupe, não me esquecerei de informá-lo quando Mr. Bojangles entrar no mercado para o maior lance no Ebay. 🙂

Imagem:
Capa de livro de Andrew Matthews

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Psicanálise
Editorial

Sexo é Binário

[…] Está bem documentado que outras espécies se reproduzem sexualmente e que existem machos e fêmeas em outras espécies.  […] Tomemos os organismos do humilde

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.