iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Mantenha a integridade intelectual porque a responsabilidade Individual persiste

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A última linha de defesa para integridade intelectual

[…]

Quando tudo é ultrajante, nada é ultrajante. Quando não há compromisso com a honestidade ou imparcialidade, quando a linguagem dupla e os padrões duplos não são apenas comuns, mas esperados, parece haver pouca esperança de se preservar uma sociedade civil.

EM NOSSOS PRÓPRIOS OLHOS

Sem dúvida, Nancy Pelosi não teria problemas em analisar uma distinção entre o “protesto” de Wisconsin e a “insurreição” do Capitólio. E esse é exatamente o problema. Quando nosso processo de tomada de decisão ética é sequestrado por ideologia ou qualquer outra forma de interesse próprio, não podemos mais reconhecer as falácias de nosso próprio pensamento ou a hipocrisia de nossas próprias palavras e ações.

Isso se aplica independentemente da filiação partidária ou filosofia política. E a história bíblica ensina que isso vem acontecendo há muito tempo.

A era dos juízes testemunhou uma vacilação contínua entre prosperidade e crise, entre unidade e facciosismo. O profeta resumiu a causa subjacente da esquizofrenia nacional com uma crítica enganosamente simples:


Naquela época, não havia rei; cada homem fazia o que era certo aos seus próprios olhos.


Quando não há respeito universal pela autoridade – seja por falta de liderança ou por falha dos líderes em liderar – cada pessoa se torna sua própria autoridade moral, racionalizando as idéias e perspectivas que são mais reconfortantes e convenientes. E quanto mais a racionalização se torna comum, menos qualquer um de nós se responsabiliza por ceder à inconsistência intelectual ou à concessão moral.

UMA PEQUENA LUZ PARA TRASPASSAR A ESCURIDÃO

É por isso que a verdadeira batalha pela ética começa em nossos próprios corações e mentes. É fácil concluir que, em um mundo onde a duplicidade se tornou o padrão, estabelecer padrões mais elevados para nós mesmos é inútil, na melhor das hipóteses, e autodestrutivo, na pior.

Mas se olharmos profundamente e pensarmos mais profundamente, podemos redescobrir aquela parte de nós mesmos que anseia pelo que é certo e reconhece a virtude quando a vê. Na vida e na cultura, quanto mais escuro fica, mais diferença um pouco de luz pode fazer.

Escolha tornar-se uma fonte de iluminação ética. Se você fizer isso, irá inspirar outros a somar sua luz à sua. Juntos, podemos repelir a escuridão da ideologia egoísta e reconstruir comunidades verdadeiramente comprometidas com a melhoria de todos.

Mark Twain disse: “Se você disser a verdade, não precisa se lembrar de nada”. Isso se aplica não apenas em relação aos outros, mas em relação às verdades que dizemos a nós mesmos. Se nos comprometermos com valores puros e duradouros, esses valores irão, naturalmente, nos guiar ao enfrentarmos as complexidades da vida no trabalho, em casa e em nossas comunidades.

Ao exigir integridade intelectual de nós mesmos, conquistaremos o respeito e a confiança dos outros – mesmo daqueles que discordam de nós. Ao buscar a verdade, reconheceremos quem é e quem não é digno de nossa confiança e respeito – mesmo entre aqueles com quem concordamos.

Rabino Yonason Goldson é diretor da Ethical Imperatives, LLC. Ele é palestrante de ética, contador de histórias estratégicas, apresentador do TEDx e escritor. Ele também é caroneiro e circunavegador recuperado, ex-colunista de jornal e professor aposentado do ensino médio em St. Louis. Visite-o em http://ethicalimperatives.com .https://commerce-static.heyoya.com/b2b/b2b_data.hey?v=1404484&pc=31

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *