iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

A polícia da linguagem leva à auto-punição quando do pensamento crítico independente

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site: 911myths.com.
Autoria do texto: David Hench / Steve Sailer.
Data de Publicação: .
Leia a matéria na íntegra clicando aqui. 911myths.com
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O funcionário, veterano, da bilheteria do aeroporto de Portland, Maine, em 11/09/2001, Michael Tuohey estava trabalhando no balcão de check-in quando Mohammed Atta e seu companheiro, Abdul Azziz-Alomari, se aproximaram do balcão. Os homens pareciam ser homens de negócios normais, mas Tuohey sentiu que algo estava errado:


Senti um calafrio instantâneo quando olhei [para Atta]. Fiquei com um aperto no estômago. e, é claro, dei um tapa politicamente correto em mim mesmo… Pensei: ‘Meu Deus, Michael, são apenas uma dupla de empresários árabes.



Não foi apenas o comportamento de Atta que chamou a atenção de [seus olhos se fixaram em Atta.]:

Quando olhei para os bilhetes deles, eles tinham bilhetes de primeira classe, só de ida – bilhetes de US$ 2.500. Muito incomum. Eu acho que eles não vão voltar. Talvez este seja o fim de sua viagem.

Tuohey também disse a David Hench do Portland Press Herald:


Isso causa calafrios em você [fixar os olhos em Atta]. Você vê a foto dele no jornal (agora). Você vê mais vida nessa foto do que [quando o vi] em carne e osso.

Tuohey passou por um debate interno que ainda o assombra.

Eu disse a mim mesmo: ‘Se esse cara não se parece com um terrorista árabe, então nada mais parece’. Então eu me dei um tapa mental, porque hoje em dia não é legal dizer coisas assim. Você verificou centenas de árabes e hindus e sikhs, e você nunca fez isso. Eu me senti meio envergonhado.

[…]

Tuohey trabalhou por mais três anos no balcão de passagens da US Airways antes de se aposentar. Sua experiência não o enchia de suspeitas, mas ele não tinha vergonha de fazer perguntas. Duas vezes suas investigações levaram a prisões, não por questões de segurança de companhias aéreas, mas por mandados de prisão pendentes. Conclui ele, com veemência:

Eu nunca vou ignorar meus instintos novamente.



O secretário de Transportes de Bush, Norman Mineta, disse que “os procedimentos de segurança não se baseiam na raça, etnia, religião ou sexo dos passageiros”. Contudo, acredita-se que o sistema use muito outras informações, como, por exemplo, se o passageiro está indo ou vindo do Oriente Médio, o que tende a “impactar desigualmente” árabes e muçulmanos.

Nenhum dos grupos de direitos étnicos, no entanto, ofereceu quaisquer dados para contestar a suposição generalizada de que nas três décadas desde que a Organização para a Libertação da Palestina inventou o sequestro de aviões, um número desproporcional de sequestradores e bombardeiros de avião teve laços com o Oriente Médio.

No entanto, o governo Bush concorda publicamente com as organizações de direitos civis de que mesmo um sistema de perfilagem de aeroporto não racial, que tivesse apenas um impacto díspar em árabes e muçulmanos, seria censurável. O secretário Mineta disse:

Também queremos garantir que, na prática, o sistema não selecione desproporcionalmente membros de nenhum grupo minoritário em particular.

 Claro, se árabes e muçulmanos forem desproporcionalmente mais propensos a seqüestrar aviões, e se o sistema de perfis não acabar por visá-los desproporcionalmente, então o sistema não funcionaria muito bem na prevenção de seqüestros.

Para garantir que nenhum impacto díspar esteja ocorrendo, o governo Bush realizou em junho um estudo de três semanas, inicialmente planejado pelo governo Clinton, sobre se a perfilagem no aeroporto de Detroit impacta os árabes de maneira díspar.

Leia mais isteve.blogspot.com

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Parasita Causa Ansiedade

Milhões de pessoas têm parasitas, que podem influenciar pensamentos, comportamentos, promiscuidade, enfraquecer o sistema imunológico, causar fadiga, problemas intestinais e até distúrbios mentais, mas os

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *