iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Por Timothy Jennings. Leia o artigo completo em seu blog.

Seria realmente verdade que entender e aceitar a verdade poderia nos mudar? A verdade internalizada pode realmente reconstruir nossa natureza?

Jesus disse: “Vocês conhecerá a verdade, e a verdade os libertará”. (João 8:32) Do que a verdade nos liberta? De mentiras, distorções e mal-entendidos, os quais causam medo, insegurança e dúvida, resultando em egoísmo. E onde ocorre a batalha para se libertar das mentiras, distorções, medo e insegurança? Na sua mente!

Jesus ensinou, por metáfora, que é assimilando a verdade, que Ele traz, que recebemos vida.

“Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim nunca terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede … Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Se alguém comer deste pão, viverá para sempre. Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo. Eu digo a verdade, a menos que você coma a carne do Filho do Homem e beba o sangue dele, você não tem vida em você. Quem come minha carne e bebe meu sangue tem vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Pois minha carne é comida de verdade e meu sangue é bebida de verdade. Quem come minha carne e bebe meu sangue permanece em mim e eu nele. (João 6:35, 51,53-56)

O pão, quando ingerido pelo corpo, é decomposto em moléculas, que se tornam blocos de construção dos vários tecidos do nosso corpo: o pão se torna nosso corpo. Da mesma forma, Jesus, que é a Palavra feita carne, é a fonte de toda verdade. Quando “ingerimos” a Palavra, a verdade de Deus como Jesus revelou, essas verdades se tornam blocos de construção de nossas ideias, conceitos, crenças e perspectivas, que formam nossos valores e moldam nossos caráteres. Nós mudamos ao internalizar a verdade!

A neurociência moderna e a mecânica quântica nos dão uma ideia de como o que escolhemos acreditar nos muda.

Nossos cérebros são computadores quânticos incríveis, compostos por 100 bilhões de neurônios e mais de um trilhão de células de suporte. Cada neurônio pode ter até 10.000 conexões (dendritos) com outros neurônios. São mais de 40 quadrilhões de interconexões!

Quarenta quatrilhões é um número tão vasto que está realmente além da nossa compreensão, mas vamos tentar entender isso. A maioria das pessoas consegue conceber um milhão (1.000.000). Se viajássemos no tempo um milhão de segundos, voltaríamos apenas 11,5 dias. Mil milhões são 1 bilhão (1.000.000.000); se voltarmos no tempo um bilhão de segundos, chegaremos 35 anos no passado. Mil bilhões são um trilhão (1.000.000.000.000); se voltássemos no tempo 1 trilhão de segundos, nos encontraríamos 31.000 anos antes de Cristo. E mil trilhões é um quatrilhão (1.000.000.000.000.000); se voltássemos um quatrilhão de segundos, estaríamos 24 milhões de anos no passado. Quarenta quatrilhões de segundos no tempo seria quase 1 bilhão a.C.

Agora, essas interconexões de 40 quadrilhões em nossos cérebros são compostas principalmente por dendritos. Dentro de cada neurônio, existem 10 milhões de microtúbulos e cada microtúbulo é composto de bilhões de moléculas de tubulina, que, por sua vez são compostas por 445 aminoácidos, que são feitos de vários átomos, muitos dos quais compartilham elétrons.

Dentro desses quatrilhões de dendritos, com seus milhões de microtúbulos, feitos de bilhões de moléculas de tubulina, os átomos formam nuvens de elétrons compartilhadas. Essas nuvens existem em posições indefinidas até você pensar em algo e formar uma conclusão, uma crença, aceitar uma verdade – ou uma mentira. Seu ato de escolher acreditar em algo fará com que as nuvens de elétrons, em vários lugares dentro dos dendritos, colapsem. Isso causa mudança de conformação na estrutura dos microtúbulos, que solidifica a memória ou crença no cérebro. Sua crença e memória são armazenadas na estrutura da tubulina cerebral até que algo aconteça para que você reexamine ou reavalie a crença ou a memória e chegue a uma conclusão diferente. É assim que as memórias são armazenadas, as crenças são armazenadas e as mentalidades são estabelecidas.

É examinando evidências, fatos e verdades, pensando nelas por nós mesmos e escolhendo a verdade, que fazemos mudanças em nossos cérebros. É também por isso que algumas pessoas parecem impermeáveis ​​à nova verdade; ter escolhido anteriormente acreditar em uma mentira e depois reforçar essa crença falsa com outras opções para agir sobre ela, faz com que essa crença ou mentira falsa se solidifique dentro das estruturas cerebrais. Para que a verdade tenha impacto sobre essa mentalidade (uma mente fixada em uma determinada visão), deve ocorrer um evento de importância significativa para essa pessoa, o que a motivará a reexaminar sua visão atual.

É por isso que a Bíblia nos diz para nos alegrarmos nas provações, porque elas nos ajudam a construir o caráter. O que a Bíblia está dizendo é que, quando surgem dificuldades para as quais não temos resposta e que não se encaixam no nosso entendimento atual, nossa mente entra em um período de incerteza. É então que temos a oportunidade de amadurecer e superar. Nessa posição de incerteza, novas ideias, verdades e fatos podem ser avaliados e, se escolhidos, crescemos em nossa compreensão, caráter e maturidade, e nosso cérebro registra e armazena esse crescimento.

Quando ser apresentam novas ideias que não se encaixam no nosso entendimento atual, fazemos escolhas; ou reavaliamos e, com base em novas evidências, novas percepções e novas razões, alteramos nosso entendimento atual, que altera as várias conformações dos microtúbulos, ou rejeitamos o novo entendimento, tornando a crença anterior mais solidificada.

Verdadeiramente, somos seres incríveis, criados à imagem de nosso Deus maravilhoso, com genuína capacidade de pensar e escolher. Incentivo-o a ingerir a Palavra, a verdade que Jesus revelou; torne-se um pensador, avalie as evidências por si mesmo e escolha aceitar e aplicar a verdade em sua própria vida e, assim, ser transformado pela renovação de sua mente!

Imagens:
science.institut-curie.org

Imagem 1 Uma célula neuronal típica com seu núcleo em rosa e axônio e dendritos em azul. 
Imagem 2  Partes principais de um neurônio: corpo celular, dendritos e axônio.

Muitas doenças neurodegenerativas podem estar relacionadas à disfunção dos microtúbulos . Portanto, estudar os mecanismos que podem influenciar e alterar as propriedades e funções dos microtúbulos é de interesse importante, uma vez que eles podem desempenhar um papel nas doenças neuronais.
Fonte: science.institut-curie.org

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Psicanálise

O Design do Cérebro e a Pornografia

[…] O cérebro é onde experimentamos a vida: emoções positivas de intimidade, prazer, amor e satisfação; ou sentimentos negativos, maus hábitos, compulsões destrutivas e vícios. 6 O

Leia Mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *