iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Desafio: identifique qual é a entidade cujo trabalho favorece o pedófilo*

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Dr. Allyn Walker, professor assistente no Departamento de Sociologia e Justiça Criminal da ODU é a favor de uma mudança na forma como se se refere a quem sente atração sexual por crianças.
Ele discutia o livro “Uma longa sombra escura: pessoas com atração por menores e sua busca pela dignidade” na entrevista à organização de proteção à criança Protasia Foundation, quando sua conceituação chamou a atenção além das fronteiras do seu público.

Walker distingue entre pessoas que sentem atração por crianças e agem de acordo com essa atração, e aquelas que sentem atração e não agem de acordo com essa atração.
“O objetivo do professor universitário é ajudar as pessoas que sentem atração por crianças a buscarem a ajuda de que precisam e, então, identificar maneiras de ajudar as crianças. Walker afirma que, ao entender mais sobre o grupo de pessoas, podemos proteger melhor as crianças.” explica a TV on line WAVY.com . Também é da Wavy, esta manchete para a notícia:

Professor da ODU ganha atenção nacional porpesquisas sobre pedofilia; Defensor da criança oferece outro ponto-de-vista

Betty Wade Coyle, que é a diretora executiva emérita de Champions for Children: Prevent Child Abuse Hampton Roads [Campeões para Crianças: Previna Abuso Infantil], diz que é importante distinguir entre pensamentos e ações:

“Acho que [o professor] afirma muito claramente que pedofilia, ou, acho que um dos problemas é o uso dessa palavra, que agir de acordo com seus pensamentos sobre molestamento sexual de crianças é errado. Com certeza. E essa é uma linha boa e brilhante de se traçar.”

Ela acredita que vale a pena ter essa conversa, especialmente se incentivar as pessoas a buscarem ajuda. Continua ela:

“O tratamento e a terapia são realmente importantes para essas pessoas porque, se não os conseguirem, podem realmente acabar agindo de acordo com esses desejos.”

A universidade Old Dominion University, ODU, emitiu a seguinte declaração:

Uma comunidade acadêmica desempenha um papel valioso na busca pelo conhecimento. Uma parte vital disso é estar disposto a considerar dados científicos e outros dados empíricos que podem envolver questões e perspectivas controversas. Após uma entrevista recente, que ganhou atenção nacional, o Dr. Allyn Walker divulgou a seguinte declaração.

“Quero ser claro: o abuso sexual infantil é um crime indesculpável. Como professor assistente de sociologia e justiça criminal, o objetivo da minha pesquisa é prevenir o crime. Meu trabalho baseia-se em minha experiência anterior e advocacia como assistente social, aconselhando vítimas. Embarquei nesta pesquisa na esperança de compreender um grupo que, anteriormente, não havia sido estudado a fim de identificar formas de proteger as crianças”.

Após recente atividade na mídia social e contato direto com a instituição, é importante compartilhar que Old Dominion, como uma comunidade solidária e inclusiva, não endossa ou promove crimes contra crianças ou qualquer forma de atividade criminosa.


Walker disse que sua pesquisa estava “sendo deturpada na mídia de direita”, tornando “inseguro permanecer no campus”.
“A decisão da universidade de me colocar em licença administrativa realmente reconhece a gravidade das ameaças a mim e a outras pessoas no campus”, disseram eles. “A ideia de que de alguma forma estou tolerando o abuso sexual infantil é absolutamente ultrajante. Eu realmente acho que é um esforço coordenado para atacar a comunidade LGBTQ e a liberdade acadêmica “, disse Walker ao Post.

Uma porta-voz da universidade confirmou ao Post que houve ameaças de morte contra Walker e seus familiares.

Em geral, os jornais que divulgaram a notícia, não mencionaram o fato de o professor ser transexual. Manchete de dois deles:

Professor da ODU ganha atenção nacional para pesquisas sobre pedofilia; Defensor da criança oferece outro ponto-de-vista.

Professor da Virgínia que estudava atração sexual por menores é colocados em licença


O site de notícias Wavy.com escolheu palavras favoráveis para a matéria sobre pedofilia. É o primeiro passo, sutil, para a sua normalização, ao conferir uma perspectiva favorável à pedofilia .
A Wavy, entretanto, na sua própria apresentação, destaca “respeito” como uma qualidade sua digna de nota:

WAVY.com é o site de TV nº 1 de Hampton Roads, conhecido e respeitado por notícias de última hora, esportes meteorológicos e streaming de vídeo. 

* Solução do desafio:

Departamento de Sociologia e Justiça Criminal da Old Dominion University, ODU

Organização de proteção à criança Protasia Foundation.

Champions for Children: Prevent Child Abuse Hampton Roads [Campeões para Crianças: Previna Abuso Infantil]

Duas organizações trabalhando em defesa da criança. Uma faculdade que, como todas, tem suas declarações tomadas como dogma. As três entidades escolhidas pelo artigo. Para as 3, na verdade 4 porque, obrigatoriamente devemos incluir a mídia, o artigo gira em torno do sofrimento d vítima.
Que, no caso, é o pedófilo, e não a criança.

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.