iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

O problemasó parará de crescer quando adultos deixarem de ser infantilizados.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site: nbcnews,cin.
Autoria do texto: Erika Edwards.
Data de Publicação: .
Leia a matéria na íntegra clicando aqui. nbcnews,cin
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Há uma cena em Station Eleven [Estação Onze] em que dois irmãos adultos são inesperadamente encarregados de cuidar de uma jovem durante o apocalipse. Um pergunta ao outro o que devem fazer.

– Somos adultos. Fingimos que não estamos com medo.

Abaixo estão os resultados de se fazer o oposto.

Mary Katharine Ham

Pediatras norte-americanos estão implorando por mais apoio e recursos, à medida que o número de crianças e adolescentes com problemas de saúde mental sobrecarrega os departamentos de emergência em todo o país.

Eles estão pedindo que se aumentem o acesso aos serviços de saúde mental antes que sejam necessários cuidados de emergência.

Todos os anos, aproximadamente meio milhão de crianças com problemas de saúde mental ou comportamental são avaliadas em departamentos de emergência, de acordo com a  American Academy of Pediatrics (.AAP). Esse número aumentou na última década.

Uma pediatra disse que o número de crianças que procuram atendimento de emergência psiquiátrica cresceu de aproximadamente 30 por mês nos últimos anos para 30 por dia, incluindo crianças de até seis anos que chegam, muitas vezes falando sobre suicídio.

O volume é astronômico , e não sei se as pessoas entendem perfeitamente quantas pessoas estão passando por dificuldades. Esta crise só está piorando. Não está melhorando.

Dr. Willough Jenkins, diretora médica de emergência e consulta de psiquiatria do Rady Children’s Hospital em San Diego.


Os médicos de emergência estão equipados para lidar com situações que requerem atenção imediata: ferimentos a bala, ossos quebrados, ataques cardíacos. Embora possam atender questões de saúde mental a um nível básico, eles normalmente não têm os recursos para gerir esses casos de longa duração.


Os departamentos de emergência “já enfrentam desafios por falta de pessoal e recursos”, disse o Dr. Mohsen Saidinejad, professor de medicina de emergência e pediatria na Escola de Medicina David Geffen da Universidade da Califórnia. “Agora estamos acrescentando a isso um enorme elemento de um número crescente de crianças – cada vez mais jovens, aliás, com apenas cinco anos – que chegam com problemas de saúde mental.

Artigo condensado. Leia o artigo completo no nbcnews.com.

Imagem:
Cartum de k@

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Psicanálise
Editorial

O Rosto dos Coletivistas.

Quer o ano seja 1944 ou 2024, nunca se esqueça que uma pessoa comum é capaz de sorrir e aproveitar a vida enquanto participa conscientemente

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *