iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Inviabilizar a crítica ao embaralhar os conceitos.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site: https://twitter.com/wokal_distance/status/1566514815937421317.
Autoria do texto: Wokal Distance.
Data de Publicação: .
Leia a matéria na íntegra clicando aqui. https://twitter.com/wokal_distance/status/1566514815937421317
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Thread do Twitter, de Wokal Distance, explicando sobre o uso de um termo, por parte da esquerda, para impor uma visão de mundo distorcida:

1/
Não é “Woke”
Não é “Teoria Racial Crítica”
Não é “Socialismo”
Não é “Justiça Social Crítica”
Não é “Neomarxismo”
Não é “Marxismo Cultural”
“Não é “politicamente correto”

Por que você não tem permissão para dar a “ele” um nome,


2/Não podemos chamar *ele* de nada.

*Ele* é claro, é o woke. Agora, antes que @BenjaminSWatson (marcando por honestidade) diga que não posso defini-lo, deixe-me defini-lo e depois explicar o jogo que está sendo jogado quando nos dizem que não podemos definir “woke”. 

3/
Wokeness é a liga de Teoria Crítica e Pós-modernismo aplicada pela esquerda à “Justiça Social” amplamente interpretada.

Você sabe, quando alguém diz algo como “O privilégio branco é um produto de estruturas sociais sistemicamente racistas que centralizam a branquitude e marginalizam… 

4/
pessoas de cor enquanto reproduzem a supremacia branca. Isso reforça as estruturas de poder dominantes e uma hegemonia cultural que beneficia homens brancos heterossexuais cisgêneros às custas de BIPOC, Latinx e LGBTQS2+ folx.”A ideologia por trás disso é o que chamamos de “acordado” 

5/
Todos nós já vimos esse jargão vindo de pessoas com visões, políticas e ideias semelhantes, todas exigindo mudanças sociais radicais da esquerda.

Há, claramente, uma visão de mundo coerente em ação, mas toda vez que tentamos dar um nome a essa visão de mundo, eles dizem o nome que escolhemos é problemático👇

(1) Caso você ainda não tenha se alinhado com isso, chamar pessoas negras de “woke” quando eles falam sobre orpessão racial sistêmica, é só outra forma de dizer “nigger”. E quando um branco anteriormente é chamado de “woke” pela mesma razão é só outra maneira de dizer “nigger lover”.

Isto é ridículo. Estudei teoria da raça crítica na Faculdade de Direito de Harvard, com o professor Derrick Bell. É uma teoria acadêmica legal que critica as abordagens que, então, eram tradicionais no direito civil. É algo que não é ensinado nem nas escolas de segundo grau.

6/
Isso impede que as pessoas possam falar sobre o projeto de mudança social, cultural e política vindo da esquerda. Eles querem agitar, defender e exigir mudanças sociais sem reconhecer, muito menos defender, a visão de mundo no centro de seu projeto. 

7/
Eles querem se comportar como se sua visão de mundo fosse tão óbvia que deveria ser dada como certa e aceita sem debate. Eles até lhe dirão que querem mudar a sociedade, mudar o mundo e mudar a cultura.

OK…

Então por que não podemos dar um nome ao seu movimento? 

8/
Vou explicar o que está acontecendo usando Zebras como analogia.

Confie em mim, isso vai explicar perfeitamente.

Muitos animais têm pêlos, penas ou pele que se misturam ao ambiente. Isso age como camuflagem para que eles possam se misturar e se esconder.

Esta coruja é um bom exemplo👇

9/
As zebras, no entanto, são diferentes. Elas são cobertas de listras pretas e brancas, embora o ambiente em que vivam seja principalmente marrom e verde. Se você vê uma zebra sozinha, é muito fácil ver.

É como se elas tivessem um letreiro de néon sobre elas dizendo “leões, por favor me comam”

Mas…

10/
As listras das zebras não ajudam as zebras a se misturar com o ambiente, elas as ajudam a SE MISTURAR NO REBANHO

A camuflagem da Zebra funciona fazendo as zebras se misturarem com o rebanho para que os leões não possam se concentrar em uma zebra e escolhê-las como alvo

Se os leões conseguirem escolher um alvo, as Zebras estão seguras. Veja👇

11/
Os cientistas descobriram isso enquanto estudavam as zebras e ficaram confusos sobre qual zebra era qual… porque as zebras se parecem e se misturam no rebanho.

Eles tentaram consertar isso marcando uma zebra com tinta vermelha para que pudessem reconhecê-la no meio das outras.

Adivinha o que aconteceu? 

12/
Os Leões mataram a Zebra rotulada. Uma zebra rotulada se destaca do rebanho, assim os leões conseguem distingui-la e focar a caçada nela.

Os leões não pegam zebras fracas, eles pegam as zebras *IDENTIFICÁVEIS* que podem focar.

Esta é uma ótima analogia para o jogo que os woke estão jogando. 

13/
Uma vez que uma visão de mundo é nomeada e definida, ela pode então ser apontada, destacada e submetida à crítica. Uma vez que você possa *IDENTIFICAR* uma visão de mundo ou um conjunto de ideias, você pode se concentrar nela. Nomear uma ideia nos permite separá-la do rebanho de outras ideias e examiná-la de perto. 

14/
Os woke não querem que ninguém possa dar um nome ou rótulo à sua ideologia porque se isso acontecer podemos “etiquetar” exemplos de sua ideologia com um rótulo quando a vemos. Isso nos permite destacá-la, apontá-la e examiná-la quando a vemos. Eles não querem isso… 

15/
Nós rotulamos e nomeamos as coisas para nos ajudar a colocar uma “etiqueta” nelas, para que possamos apontá-las e focar nelas, os woke estão tentando desesperadamente destruir todas as nossas “etiquetas” linguísticas.

Eles não querem que possamos destacar suas ideias e submetê-las a críticas. Eles querem… 

16/
incorporar suas ideias na cultura de uma forma que torne essas ideias uma parte do tecido social. Eles querem incrustar essas ideias na cultura e não nos querem criticando e examinando essas ideias antes que essas ideias sejam incorporadas ao nosso tecido social. 

17/
Idéias woke realmente não conseguem resistir a uma análise racional e lógica adequada. Os leões da razão: evidência, lógica, racionalidade, etc, vão comer as Zebras de Wokeness, TRC e Justiça Social Crítica no almoço… se os leões da razão puderem focar e identificar as Zebras woke. 

18/
E é isso que os woke querem evitar. Os woke pensam que nossas críticas não são legítimas; apenas uma tentativa nossa de atacá-los para que possamos manter “poder e privilégio”. Por isso os woke procuram isolar-se das nossas críticas “ilegítimas”… 

19/
Assim, para evitar ser comido pelos leões da razão, os woke querem misturar sua ideologia na sociedade e mesclá-la para que se torne apenas mais uma parte do tecido social. Eles não querem que o wokeness seja visto, apontado, destacado ou (no jargão do woke) “tornada visível”. 

20/
Eles querem esconder sua visão de mundo tornando impossível focar e impossível etiquetar, rotular ou nomear, para que eles possam dizer que estão “apenas fazendo história” ou “apenas discutindo gênero” e “mesclando-se” como se o woke se encaixasse bem ao lado da razão, evidência, lógica e racionalidade 

21/
Usar rótulos como “woke”, “TRC” E “Justiça Social Crítica”, nos permite rotular ideias woke para que possamos mantê-las na luz e examiná-las… ajudando nos a destacar p wokeness para que as outras pessoas também possam vê-la.

Isso é o que os woke querem evitar. 

22/
ISTO É IMPORTANTE:

Eles querem agir como se todas as partes de ativismo woke que vemos fossem fenômenos desconexos jorrando espontaneamente em nome da justiça, de uma maneira indefinível. Quando, na verdade, o ativismo woke é fruto de uma visão de mundo bem pensada e claramente definida. 

23/
É por isso que eles estão tão desesperados para desacreditar qualquer palavra, termo ou expressão que usamos para nomear, rotular, apontar ou destacar a ideologia woke.

Não deixe que eles façam isso. Não deixe que eles façam joguinhos e usem truques linguísticos e retóricos para esconder sua visão de mundo… 

24/
Essas pessoas woke, que rotularam todos com quem discordam de:

-racista
-intolerante
-sexista
-supremacista branco
-nazista
-fascista
-transfóbico
-homofóbico
 -nacionalista cristão
 -capacitista [pessoas que são capazes, que têm mérito, em oposição a vítimas]
 -misógino
 -anti -negro

 Absolutamente não podem reclamar de serem rotulados como “woke”.

25/
Rotule, nomeie, destaque e aponte suas ideias.

Rotule de forma justa. Use rótulos da literatura deles. Mas rotule essas ideias woke e depois submeta essas ideias woke à luz brilhante de uma crítica e análise rigorosas.

/fin

 PS/

Se você achou este tópico útil, eu tenho um substrack onde escrevo longos ensaios sobre coisas assim.

Os ensaios são gratuitos. Mas há uma opção paga para quem quiser me apoiar.

Aqui está um dos meus ensaios. Espero que seja útil 😀

Entendendo as táticas do Woke pt.1: Esgueirando-se em más ideias.Como os acordados usam jogos de linguagem para esconder as partes de sua visão de mundo e ideologia que eles sabem que as pessoas rejeitarão.https://wokaldistance.substack.com/p/understanding-woke-tactics-pt1-sneaking

Imagens:

Clive Kim, via pexels
Recorte de Lachim Kejarko, via pexels
Aviv Perets, via pexels
Twilight Kenya, via pexels
Lachcim-Kejarko, via pexels

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.