iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

A destruição de toda ordem, moralidade e tradição.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site: gript.ie.
Autoria do texto: Matt Treacy.
Data de Publicação: .
Leia a matéria na íntegra clicando aqui. gript.ie
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

[…]

As raízes do niilismo contemporâneo não estão nas ideias falidas e nos fracassos catastróficos do marxismo, mas nos terroristas anarquistas russos e europeus do século XIX. Camus identificou Sergei Nechayev como o principal ideólogo do niilismo político. Em seu Catecismo de um Revolucionário, de 1869, Nechayev descreveu a revolução como o inimigo de toda ordem, moralidade e tradição, dedicada à “ciência da destruição”.

Embora se duvide que muitos dos desordeiros e saqueadores nos Estados Unidos tenham familiaridade com Nechayev ou qualquer coisa que não apareça em faixas de rap e videogames, eles são os tipos criminosos que constituíram o ideal niilista das criaturas que destruiriam a ordem social. Sabemos disso por seus ícones e pelos tipos de pessoas presas por atividades violentas.

Como os camisas marrons nazistas, eles acreditam que é “melhor ser criminoso do que burguês” e seguem o que Camus descreveu como a “ética da gangue”. Alguns de seus porta-vozes comemoram saques e assaltos como “reparações”.

Atrás dos Nechayevs estão aqueles como Chigalev de Dostoiévski: ostensivamente acreditando na igualdade absoluta, mas resignados a que ela só seja possível sob condições de “despotismo ilimitado”. O grande serviço de Camus foi demonstrar como um levava ao outro.

Parte da série Porque Deixei a Esquerda.

Leia o artigo completo em Camus: a Consciência da Esquerda Francesa.

Imagem:
Foto de Dave Killen, The Oregonian – AP

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.