iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Lula se sai bem falando porque não tem compromisso nenhum com a verdade, a honestidade, valores, coerência.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site: Faebook de Paulo Cursino.
Autoria do texto: Paulo Cursino.
Data de Publicação: .
Leia a matéria na íntegra clicando aqui. Faebook de Paulo Cursino
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A entrevista de Lula ontem ao Jornal Nacional me lembrou uma passagem memorável do filme ganhador do Oscar de 2011, “O Discurso do Rei”. Para quem não se lembra, o filme contava a história de George VI, o pai da rainha Elizabeth II, que era gago e não sabia discursar, justamente em um momento em que o povo inglês, e o mundo, precisavam de alguém que levantasse o moral diante da possibilidade da guerra. Na cena, após assistirem um trecho curto de um poderoso e inflamado discurso de Hitler em uma projeção caseira, a jovem Elizabeth pergunta ao pai sobre o que aquele homem está falando. George diz que também não sabe, mas “parece que ele está falando muito bem”.

O filme mostra que psicopatas dominam a oratória de uma forma mais tranquila que as pessoas normais, pois não tem outro compromisso a não ser atingir rapidamente seus objetivos. Lula sempre falou bem, e encantou imbecis, não porque tem algo de bom a dizer ou oferecer ao mundo, mas porque é esperto e oportunista. Falar a verdade é difícil, encarar os fatos é que é complicado, responder como se deve é o desafio. Não é nem preciso que lhe estendam um tapete vermelho como o de ontem, Lula se sai bem falando porque seu discurso não tem compromisso nenhum com a verdade, com a honestidade, com valores, com coerência, com nada. Desconfie sempre de alguém que fala confiantemente sem pausa para pensar. Lula nunca pensa para responder, podem reparar. Uma cobra sempre enrolada para o bote.

Há mais de um vídeo na internet onde Lula diz que fala o que quer, inventa o que quer, enrola como quer, e todo mundo ainda ri e acha lindo. Deveríamos ficar preocupados. Trata-se do velho apreço de parte do povo brasileiro pelo canalha bom de lábia. Aquela gente que prefere ser enganada com simpatia do que fazer o certo que antipatiza. Somos um povo superficial.

Lula nunca responde as perguntas, tira nomes e números do bolso, inverte questões, sorri no momento certo, dá as pausas corretas, finge intimidade, é provavelmente o ator mais talentoso da nossa história política. Um engana-trouxa numa terra pródiga de trouxas. Não carrega dentro de si bondade alguma ou mesmo uma alma que valha a pena ser analisada. Trata-se de um dos maiores canalhas da nossa história e de umas personalidades mais odiosas que já adentrou o palácio do planalto. Este homem ter nascido no Brasil para mim é a comprovação de que somos uma nação sem sorte.

De longe o momento mais asqueroso da entrevista de ontem, entretanto, ao meu ver, foi algo extremamente emblemático da carreira de Lula e da cultura do nosso país. Poucas vezes enxerguei o Brasil de forma tão completa e tão límpida. Minutos antes deste momento, Lula comparou a falácia do orçamento secreto com o crime do mensalão. Bonner, que desistiu de ser jornalista há anos, fez cara de paisagem. Ali eu vi que a coisa não acabaria bem. Mais à frente, Lula ligou seu sorrisinho de malandro “ishperto”, aquele do sujeito que resolve tudo do jeito dele, e criticou em rede nacional quem tenta agir corretamente. Lula disse que Bolsonaro é um “bobo da corte, não manda em nada”. Pouca gente viu, mas presenciamos ali, naquele momento, tudo que há de errado neste país.

Bolsonaro, de fato, não manda em nada, simplesmente porque um presidente não faz o que quer, ele deve jogar dentro das regras e das leis. O que Lula disse é que ele sabe jogar melhor por não respeitar nada e ainda se gaba disso diante de todo mundo. Não se trata de uma opinião apenas, é facílimo comprovar o que estou dizendo. Pergunte a qualquer bandido, qualquer um, o que ele acha de você ou de uma pessoa honesta. Ele vai dizer EXATAMENTE o que Lula disse ontem sobre Bolsonaro: “homem honesto é otário! É um bobo! Não manda em nada!”. A mensagem de fundo desse tipo de pessoa é: “você é um babaca, esperto sou eu que faço tudo errado e ainda me dou bem, não estou aqui?”.

Isto é Lula e isto é Brasil. E é neste tipo de descaramento que milhões de brasileiros ainda pretendem votar. Que ele tenha ainda tantos admiradores explica muito porque vivemos em um país que não tem vocação para dar certo.

Minha maior sorte na vida foi aprender desde cedo que o demônio é sempre sedutor. Quem ceder seu voto a ele, seja pela desculpa que for, pelo motivo que for, merece o inferno que este homem já trouxe ao país e que ele agora promete trazer de volta. Quem tiver condições, que saia do país. A reeleição de Lula, se realmente acontecer, será o maior e mais merecido castigo da nossa história.

Lula se sai bem falando porque não tem compromisso nenhum com a verdade, a honestidade, valores, coerência.

Goebbels e Hitler, via archive.org

Por Neto Curvina

21.08.2018, há quatro anos…

.

.

.

Nada como um pouco de Goebbels para nos alentar. Senão, vejamos. Se Lula está preso e condenado em 2ª instância por um colegiado, então, obviamente, está enquadrado na Lei da Ficha Limpa que, aliás, foi ele quem assinou. Então por que praticamente todos os institutos de pesquisa considerados mais “tradicionais” insistem em colocá-lo em suas amostragens? Simples. Mensagem subliminar, senhores.

Princípio nazista da mentira que, contada várias vezes, se torna verdade. Ao fazer isso – porque são pagos, e bem pagos para isso – os institutos mantém vivo o nome de Lula no cenário nacional, alimentando sua evidência, ao mesmo tempo em que, subliminarmente, incutem no inconsciente coletivo de parte da população que, de fato, o condenado É candidato.

Isso em um país ignorante, amoral, preguiçoso e indolente como é o Brasil, funciona melhor do que se pensa. E então ficam à espera do canto do cisne jurídico: a possível liberação do criminoso para ser candidato. Ora, quem iria se opor à candidatura de um homem que lidera as pesquisas e tem povo ao seu lado?

A arquitetura de um golpe eleitoral está se configurando. E se passar, será o mais cínico de nossa história, desde que algum infeliz gritou de uma daquelas caravelas: “Terra a vista!”

Imagem:
Personagem Alex, do filme Laranja Mecânica (A Clockwork Orange)

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Parasita Causa Ansiedade

Milhões de pessoas têm parasitas, que podem influenciar pensamentos, comportamentos, promiscuidade, enfraquecer o sistema imunológico, causar fadiga, problemas intestinais e até distúrbios mentais, mas os

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *