iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Conceitos equivocados levam a açõs que por fim, levam ao sofrimento.,

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

[…]

Em certo nivel, o mundo é dirigido por homens e mulheres, somos governados por suas ações, somos dependentes de sua inteligência e integridade, e a história consiste no registro de suas ações. Em outro nível, somos governados por ideias: algumas ideias ganham popularidade e outras não, algumas ideias criam novas categorias e vias de pensamento e algumas ideias fecham outras. A continuidade na cultura política americana e na governança não vem do tipo de homem que temos no governo de geração em geração, mas da persistência de certas ideias.

Grande parte da vida pública consiste em um exercício de higiene tentando eliminar ou pelo menos reduzir as más ideias. Mas as más ideias são muito difíceis de erradicar: considere a persistência do socialismo e do racismo, para citar duis.

Algumas ideias ruins que rejeitamos moralmente: nazismo, por exemplo. Outras não vêm com o mesmo tipo de carga emocional e têm um jeito de se infiltrar em todos os aspectos da vida enquanto não estamos prestando atenção. Governar com base em direitos positivos é um deles. [em oposição a direitos negativos][…]

Considere o Artigo 112 da constituição norueguesa :

Toda pessoa tem direito a um meio ambiente favorável à saúde e a um entorno natural cuja produtividade e diversidade sejam preservadas. Os recursos naturais devem ser utilizados com base em considerações abrangentes de longo prazo, pelas quais esse direito será salvaguardado também para as gerações futuras.

A fim de salvaguardar o seu direito nos termos do número anterior, os cidadãos têm o direito de serem informados sobre o estado do ambiente natural e sobre os efeitos das eventuais invasões planeadas ou iniciadas na natureza.

As autoridades estaduais deverão emitir outras disposições para a implementação desses princípios.

([…] um guia turístico local nos informou com muito orgulho, de forma presunçosa, na verdade, sobre a cultura “igualitária” da Noruega. Achei que isso fosse interessante.
– E o seu rei? – perguntei. – Será que o rei acha que a Noruega é um lugar particularmente igualitário? A família real? Os ministros de sua igreja oficial?
Parece que fui a primeira pessoa a lhe fazer essa pergunta . Mas quão igualitária uma monarquia pode realmente ser?)

Um direito individual (“cada pessoa”) a um “meio ambiente que conduz à saúde e ao entorno natural cuja produtividade e diversidade são preservadas” é uma proposta muito aberta. Entender isso como um direito – uma reivindicação executável contra o estado ou uma parte privada – é diferente de entendê-lo como uma aspiração, uma declaração de valores ou algum outro tipo de limite formal ao poder público e privado.

Na Noruega, o “direito” a um “meio ambiente favorável à saúde e ao ambiente natural” é o assunto de um novo processo que pede ao supremo tribunal norueguês que invalide as licenças recentemente emitidas para perfurar novos poços exploratórios de petróleo e gás no país Ártico por motivos constitucionais .[…] Os litigantes são a turba usual – Greenpeace e grupos de “jovens” – que presumem agir no interesse dos nascituros. Um dos porta-vozes dos litigantes afirma que a questão é provocar “o início do fim da era do petróleo”.

Os direitos positivos encontram alguns problemas bastante óbvios se você pensar neles por um minuto, e é por isso que tanto de nosso discurso político é dedicado a trovões moralistas especificamente concebidos para impedir esse pensamento. Considere, no contexto americano, a noção de que a saúde é um direito.

Declarar um direito sobre um bem escasso como a saúde é intelectualmente nulo, porque declarações morais sobre direitos não alteram os fatos materiais. Se você tem cinco filhos e três maçãs e declara que cada criança tem direito a uma maçã, então você tem cinco filhos e três maçãs e uma postura sem sentido – ou seja, nada na realidade mudou, e você acrescentou apenas retórica em vez de acrescentar maçãs. Nos Estados Unidos, temos muitos médicos, muitos hospitais e clínicas, muitos aparelhos de ressonância magnética, etc. Isso impõe restrições reais à prestação de cuidados de saúde. Se meu médico trabalhar 40 horas por semana, meu direito aos cuidados de saúde significa que um juiz pode ordenar que ele trabalhe horas extras para acomodar meus direitos? De graça? Se eu tenho um direito à saúde, como uma clínica ou médico pode cobrar pelo exercício do meu direito? Se médicos e hospitais têm direitos próprios – por exemplo, direitos de propriedade sobre seu trabalho e instalações – como é que meus direitos prevalecem sobre esses direitos?

Os direitos são acionáveis – um direito aos serviços de um médico é um mandado para pressioná-lo a trabalhar contra sua vontade. É por isso que a conversa é sempre mantida em um nível de generalidade confortável: Você tem direito aos cuidados de saúde em geral, não a qualquer serviço médico específico em qualquer hora e local específicos de qualquer provedor específico. Essa é outra forma de não falar sobre os fatos do caso, porque os doentes e feridos não desejam assistência médica em princípio, mas, na verdade , não um direito geral a ela, mas serviços e tratamentos específicos. Como algumas pessoas apontam, a especificidade e os fatos reais do caso devem ser levados em consideração.

Da mesma forma, muitas tentativas de violar o direito à liberdade de expressão são camufladas na linguagem de um direito positivo à liberdade de expressão, significando não apenas o direito negativo de não sofrer interferência, mas o direito positivo de ser ouvido e ter uma voz significativa no discurso público. Se você tiver um direito positivo a certo destaque na conversa, então os direitos negativos de outras pessoas de estarem livres de interferência podem ser violados. Nosso debate sobre as medidas de controle da fala, que nossos amigos progressistas preferem chamar de leis de “financiamento de campanha”, estão, em parte, enraizadas em um desacordo sobre a natureza do direito à liberdade de expressão.

Um direito negativo é um direito a não ser restringido. O direito à liberdade de expressão, por exemplo, implica apenas em não interferência. O direito à liberdade de imprensa não significa que o governo tenha que lhe dar uma imprensa. O bem da liberdade negativa não é, no sentido econômico, rival: o seu exercício de liberdade de expressão não deixa menos liberdade de expressão para os outros desfrutarem, enquanto seu consumo de um bem rival, como uma daquelas maçãs mencionadas acima, deixa menos para todos os outros. Bens não rivais e não excludentes são bens públicos, que é realmente a maneira mais sensata de se pensar o meio ambiente.

Mas os bens públicos estão no domínio da política. Os bens públicos estão sujeitos a negociação, tradeoffs, análise de custo-benefício, etc. Uma abordagem de bens públicos para o meio ambiente poderia dizer: “A agricultura perturba os ecossistemas locais e pode ter custos ambientais significativos, e queremos proteger o meio ambiente, mas também queremos ter comida em abundância.” Ou: “A produção de eletricidade com gás natural produz emissões de gases de efeito estufa, mas muito menos do que o carvão, e precisamos de eletricidade, então isso parece um tradeoff muito bom. Construir uma nova usina termoelétrica a carvão no meio de Yellowstone não.” A política, quando está fazendo seu trabalho, preocupa-se principalmente com o fornecimento de bens públicos: defesa, higiene pública, certos tipos de infraestrutura e suas melhorias, tribunais, proteção policial, etc.

Os direitos, por outro lado, são por natureza retirados da esfera da política: seus direitos não estão sujeitos às preferências democráticas, paixões populares ou aos caprichos de autoridades eleitas. É por isso que temos uma Declaração de Direitos e outras nações e organizações multinacionais têm cartas de direitos semelhantes.

A mudança climática não é, no fundo, um problema de direitos, mas um problema de bens públicos, um problema de precificação de certas externalidades ambientais e, especialmente nas relações internacionais, um problema de coordenação. A mudança climática é uma questão de tempo, prioridades, compensações e interesses legítimos concorrentes. A linguagem da economia é notavelmente útil nesse caso, e a linguagem moralista dos direitos não.

[…]

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Psicanálise

Padrão de Raciocínio da Esquerda

[…] Se você duvidar sempre de uma afirmação esquerdista, quase sempre estará mais perto da verdade. Empreguei essa regra para concluir que a história de conluio

Leia Mais »
typography luck technology blur
Psicanálise

O Elo entre a Limpeza e o Despotismo

[…]Esta é uma perspectiva crítica, pois expõe a realidade de que a ordem não é incondicionalmente boa. Ordem pode significar segurança e estabilidade, mas também pode significar tirania

Leia Mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *