iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Com a campanha, o governo holandês pretende alcançar jovens que não assistem TV.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Atenção:

Esse artigo desempenha papel meramente informativo. Consulte sua autoridade médica local para receber aconselhamento apropriado.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site: Conexão Política.
Autoria do texto: Thaís Garcia.
Data de Publicação: 02 de Abril de 2020.
Leia a matéria na íntegra clicando aqui. Conexão Política

O governo da Holanda está pagando influenciadores digitais para promover o “lockdown” (bloqueio) no país, informou o site de notícias GeenStijl. O valor estaria entre 60.000 e 100.000 euros.

Com a campanha, o governo holandês pretende alcançar jovens que não assistem TV.

Em um debate sobre o vírus chinês, o líder do partido de direita FvD, Thierry Baudet, questionou o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, quais seriam esses influenciadores digitais que estariam sendo pagos para promover a campanha de bloqueio “#AlleenSamen” (ApenasJuntos).

Rutte reagiu com muita irritação à pergunta de Baudet e não quis responder.

A reação estranha de Rutte fez com que o site de notícias GeenStijl investigasse e descobrisse a lista de nomes dos influenciadores em questão. Diz respeito a 8 nomes: Rutger Vink, Sophie Milzink, Didi Shauna, Thomas Brok, Bilal Wahib, Defano Holwijn e Qucee. O oitavo é Giel de Winter, diretor de criação da TV Talpa, uma espécie de Globo holandesa, o que sugere que todos os influenciadores digitais pagos vêm do “ninho” da Talpa.

O GeenStijl afirmou que o preço de cotação desses oito influenciadores digitais está entre 60.000 e 100.000 euros e sem a cobrança de impostos.

Mas por que o governo pagaria por influenciadores, de 7.500 a 12.500 euros por influenciador, para promover o bloqueio no momento em que toda a Holanda já está dentro de casa há semanas, com cabeleireiros, museus, teatros, clubes de esportes, cinemas e escolas fechados, e todos tossem no cotovelo?

Em um momento de crise, o líder do partido da direita holandesa, Thierry Baudet, espera transparência e esclarecimentos de como o dinheiro do povo holandês está sendo aplicado.

Segundo o GeenStijl, o governo holandês também poderia ter procurado canais de influência solicitando a colaboração de forma voluntária, mesmo se eles dissessem não. Mas agora, o dinheiro já foi alocado.

Aviso Legal

O CONIPSI acredita que a propagação de informações relevantes e responsáveis pode ajudar a salvar vidas. Por isso, mobilizou sua equipe editorial em prol de confrontar as diferentes visões a respeito do novo Coronavírus, a fim de difundir somente aquelas que acredita serem baseadas em fatos.
Os conteúdos aqui ora publicados estão livres do alarmismo, sensacionalismo e interesse político-ideológico amplamente divulgado pelas grandes mídias, incluindo canais de televisão e gigantes redes sociais que manipulam infielmente os dados.
Alexandre Vidal

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Psicanálise
Editorial

Como Tratar a Culpa na Perspectiva Cristã

Muitos aconselhados acreditam que Deus perdoou transgressões passadas, mas eles mesmos não perdoaram (ou “não conseguem perdoar”). Como conselheiros, devemos confrontar esse pensamento injusto de que

Leia Mais »
Psicanálise
Editorial

Por Que Optar pela Psicologia Cristã?

Psicologia Cristã – IntroduçãoA psicologia cristã pode parecer, à primeira vista, uma contradição em termos. Especialmente depois de examinar as psicologias marxista, humanista e pós-moderna e

Leia Mais »