iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Artigo condensado

[…]

Todo mundo tem uma visão de mundo, mas dar forma às mentes infantis é prerrogativa dos pais. A Disney assumiu uma abordagem agressiva para dar forma e moldar as visões de sexualidade das crianças. E está se gabando disso.

Você pode ver vídeos de executivos da Disney se gabando dessa agenda aqui, ou no twitter do jornalista Chris Rufo.

A Disney pavimentou longa e pacientemente essa tomada de posição:

– Em “Procurando Dory” (2016) e “Toy Story 4” (2019), casais do mesmo sexo podem ser vistos ao fundo passeando pela rua, sentados próximos um do outro e abraçando uma criança.
–  No filme de 2020 “Onward”, uma policial menciona ter namorada.

– O curta da Disney, “Out”, conta a história de um homem gay se assumindo para seus pais.

– Jessica Darrow, a voz de Luisa no filme “Encanto”, se descreve como queer. Quando lhe perguntam sobre a influência LGBT na Disney, ela disse :

Nós somos o rosto da Disney no final das contas.

– Star Wars, (2019) “Rise of Skywalker” e o novo filme da Marvel “Eternals” apresentaram um beijo e romance entre pessoas do mesmo sexo. 

– “A Bela e a Fera” (2017) tem um breve momento de mesmo sexo com dois homens dançando juntos na cena final.

 Agora, “Lightyear”, o filme da Pixar, ainda a ser lançado, com o astronauta de Toy Story, terá um beijo entre pessoas do mesmo sexo.

Jessica Darrow. Foto Instagram @jessdarrow

A Disney criticou  a lei que proíbe o ensino em sala de aula sobre ideologia sexual para alunos do jardim de infância até a terceira série: Nunca deveria ter sido aprovada e nunca deveria ter sido assinada como lei. Nosso objetivo como empresa é que essa lei seja revogada pelo legislativo ou derrubada nos tribunais.

Também anunciou que os funcionários não usariam mais as frases “senhoras e senhores” ou “meninos e meninas”.

Ou seja, o trabalho da Disney está concentrado em preparar as crianças para agendas sexuais woke. As famílias tradicionais, entretanto, têm o direito de querer manter um entretenimento inocente para seus filhos e mantê-los a salvo de agendas sexuais.


Bailey Duran é uma escritora apaixonada por fé, família e valores americanos tradicionais. Ela se formou na Liberty University em maio de 2021 com bacharelado em jornalismo.

thefederalist.com/2022/04/05/disneys-obsession-with-grooming-children-is-nothing-new-but-their-openness-about-it-is/

Imagem:

Logo de 2021 do Orgulho Mágico, parceiro da Disney

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Psicanálise
Editorial

Como Tratar a Culpa na Perspectiva Cristã

Muitos aconselhados acreditam que Deus perdoou transgressões passadas, mas eles mesmos não perdoaram (ou “não conseguem perdoar”). Como conselheiros, devemos confrontar esse pensamento injusto de que

Leia Mais »
Psicanálise
Editorial

Por Que Optar pela Psicologia Cristã?

Psicologia Cristã – IntroduçãoA psicologia cristã pode parecer, à primeira vista, uma contradição em termos. Especialmente depois de examinar as psicologias marxista, humanista e pós-moderna e

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.