iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

"Volte imediatamente à rotina" mostram dois exemplos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

No acidente, o impacto arrancou o capacete do piloto Niki Lauda. Ele ficou preso no carro que se incendiava, a 800 ºC por quase um minuto.
Teve queimaduras de terceiro grau na cabeça e no rosto, perdeu parte da orelha direita, sobrancelhas e pálpebras.
a pior conseqüência, entretanto, foi ter inalado os gases tóxicos. Os médicos tiveram que bombeá-los para fora de seus pulmões.

Lauda liderava o campeonato por 31 pontos, ficou de fora de duas corridas.

Seis semanas depois, estava de volta, apesar de seus ferimentos ainda não terem sarado adequadamente; cada vez que ele retirava o capacete, sangue escorria de seus curativos encharcados.

Na última corrida, abandonou aprova devido à chuva torrencial. Perdeu o título mundial por apenas um ponto.
Mas no ano seguinte, 1977, ganhou o título mundial, assim como em 1984.



yt1s.com – Lauda’s Nurburgring Crash All Angles

Quando chegamos ao Aeroporto Ben Gurion, em 1976, vimos que o vôo não era de Tel Aviv para Paris diretamente, mas de Tel Aviv para Atenas, Grécia, e depois para Paris. No entanto, é claro, embarcamos nele e os terroristas embarcaram no avião em Atenas. Cinco minutos após a decolagem em Atenas, o inferno começou e a história mudou.

Então, eu estava viajando com uma família, meus pais e meu irmão mais velho, Ron, e o plano de viagem era voar de Tel Aviv para Paris e então deveríamos trocar de avião e continuar para Nova York e de lá, o plano era fazer uma viagem de costa a costa, da Costa Leste à Costa Oeste nos Estados Unidos, durante três semanas ou um mês. Esse era o meu presente de bar mitzvah.

Voltamos para Israel 10 dias após o sequestro. Embarcamos em outro avião, desta vez direto para Nova York. A decisão de meus pais fora que deveríamos continuar com a vida como fora planejada o mais rápido possível. Dez dias foi o suficiente para que o gabinete interno israelense nos emitisse novos passaportes. Por um mês, fizemos a mesma viagem de costa a costa originalmente planejada para meu bar mitzvah. Acho que foi uma grande lição para mim, quando criança, aprender como superar o terror. Eu chamo isso de “Tylenol contra o terror”. Não sou um lutador do terror, mas se você continuar com a vida e com seus planos originais, isso permitirá que você se torne mentalmente seguro e saudável. Essa é minha mensagem.

Imagem:

Nikki Lauda, Foto de Bernard Cahier/Getty Images.

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

O Apego ao Velho

Minha esposa e eu somos viciados em programas de reforma. […] Nós […] apimentamos cozinhas, banheiros destruídos e trocamos espaços. Nós os invertemos, os destruimos, os consertamos

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *