iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

O uso de máscaras protege mais do medo do que de infecções.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Por Michael Klompas, MD, MPH, Charles A. Morris, MD, MPH, Julia Sinclair, MBA, Madelyn Pearson, DNP, RN, e Erica S. Shenoy, MD, Ph.D. Leia o artigo original no New England Journal of Medicine.

[…]
O uso de máscaras fora de ambientes hospitalares oferece pouca ou nenhuma proteção contra infecções.

[…]
Também está claro que as máscaras cumprem papéis simbólicos. As máscaras não são apenas ferramentas, são também talismãs, que podem ajudar a aumentar a sensação de segurança, bem-estar e confiança dos profissionais de saúde em seus hospitais. Embora essas reações possam não ser estritamente lógicas, todos estamos sujeitos ao medo e à ansiedade, especialmente em tempos de crise. Pode-se argumentar que o medo e a ansiedade são melhor combatidos com dados e educação do que com uma máscara marginalmente benéfica, principalmente à luz da escassez mundial de máscaras, mas é difícil fazer com que os médicos ouçam essa mensagem no calor da crise atual. A maior contribuição dos protocolos de mascaramento expandido pode ser reduzir a transmissão da ansiedade, além do papel que eles possam desempenhar na redução da transmissão do Covid-19.

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *