iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Possuem pais moralmente fracos.

Trechos extraídos ou texto replicado na íntegra do site: Twitter de Cody Libolt.
Autoria do texto: Kyle Ambrose.
Data de Publicação: .
Leia a matéria na íntegra clicando aqui. Twitter de Cody Libolt
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Kyle Ambrose escreve:

É fácil culpar os jovens pelas suas más atitudes e pelas suas deficiências, mas vamos recuar um pouco.

Quem os está deixando jogar videogame horas por dia?

Quem está dizendo a eles que eles são mais importantes do que qualquer outra pessoa?

Quem não exige que eles trabalhem pelas coisas que desejam?

Quem os está salvando quando eles ficam em apuros?

Quem está deixando eles beberem tudo que quiserem de refrigerante e comerem todos os doces que quiserem?

Quem está dizendo a eles que a culpa é do professor se eles reprovarem em uma matéria?

Quem está lhes dizendo que não precisam se ater a uma tarefa se ela for tediosa?

Quem está lhes dizendo que não precisam aprender matemática porque têm calculadoras e que não precisam aprender a escrever porque têm computadores?

Quem os está ensinando a serem “estressados” em vez de ensiná-los a serem fortes e resilientes?

Cody Libolt

Pode-se definir esses pais como excessivamente permissivos e indulgentes, priorizando o conforto e os desejos imediatos de seus filhos em vez de ensinar disciplina, responsabilidade e resiliência. Eles não conseguem estabelecer limites, permitindo tempo excessivo na tela, hábitos alimentares pouco saudáveis e falta de responsabilidade. Ao proteger seus filhos de desafios e consequências, eles estimulam um senso de ter direitos e dependência, minando sua capacidade de desenvolver habilidades essenciais para a vida e força emocional.

Imagem:
Rory, personagem mimada de Gilmore Girls

“Tudo foi entregue a ela, e sempre que ela ficava brava e fazia algo estúpido, Lorelai acabava se desculpando com ela. Nunca houve punições!! Ela supôs que todo mundo a amava e que não importava o que ela queria, ela acabaria conseguindo.”

theflashlover918

“Ela tinha uma vida tão privilegiada. Seus avós lhe deram muito, e ela viu sua mãe trabalhar para conseguir as coisas, então ela conseguiu o melhor dos dois mundos. Mas nada nunca estava bom o suficiente!”

kathrynlou82
star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Psicanálise
Editorial

O Sentido da Vida

We need another great flood. pic.twitter.com/LyE4Ryrmg5 — Ian Miles Cheong (@stillgray) July 8, 2024 – Que tal ser um gato? – Humm…bom, eu sei exatamente

Leia Mais »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *