Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Del LaGrace Volcano, que cria os filhos sem gênero

Por Matt Walsh, no Daily Wire

A primeira coisa que você deve entender é que gênero é uma construção social. “Mulher” e “homem” são conceitos arbitrariamente inventados pela sociedade. Eles não têm nada a ver com a realidade. Uma criança recebe um desses rótulos aleatoriamente, no nascimento, de médicos primitivos, que não pensam bem e que, sem nenhum motivo ou objetiva, decidiram que uma criança humana com um pênis deve ser um menino e uma criança humana com uma vagina deve ser um menina. Essas palavras são todas intercambiáveis, assim como as partes do corpo. Nada disso significa nada, na verdade.

Mas, lembre-se de que as pessoas genéricas que chamamos casualmente de “mulheres” são belas e poderosas, e a feminilidade arbitrária delas deve ser constantemente comemorada. As mulheres devem se unir e se exaltar umas às outras. As mulheres devem ser representadas igualmente em todas as nossas instituições. As mulheres são criaturas realmente maravilhosas, esplêndidas e especiais.

Mas não há nada de especial nas mulheres. Qualquer um pode, literalmente, ser uma mulher. Uma mulher não é nada em particular. Uma pessoa com um pênis pode ser uma mulher. Uma pessoa com uma vagina pode ser uma mulher. Se um balde de areia ganhasse vida e quisesse ser mulher, poderia ser uma mulher. Não há nenhum aspecto da feminilidade que esteja enraizado ou seja biológico ou inacessível aos homens. E a feminilidade certamente não tem nada a ver com as suas partes do corpo.

Mas se você não tem um útero, então você não deveria estar dando sua opinião sobre os direitos das mulheres. Sem útero, sem opinião. Esse é o lema. Estamos cansados ​​de homens tomando decisões a respeito do corpo das mulheres.

Mas não existe essa coisa de corpo de uma mulher. Transmulheres são mulheres também. Uma transmulher é apenas uma mulher, como qualquer outra mulher. Não há absolutamente nenhuma diferença entre os dois e sugerir o contrário é o cúmul do fanatismo.

Mas as leis anti-aborto são sexistas porque visam especificamente mulheres, que são aquelas que têm bebês. Se os homens pudessem ter filhos, o aborto seria completamente legal em todos os lugares.

Mas os homens podem ter bebês. E as mulheres podem ser pais. E os pais podem ser mães. E as mães podem ser homens. E os homens podem ser mulheres. E as mulheres podem ser homens que são mães. O que há de confuso nisso? Quantas vezes eu tenho que dizer: homens e mulheres são exatamente os mesmos em todos os sentidos e qualquer um que pertença a um grupo pode facilmente pertencer ao outro porque não há absolutamente nada que distingue objetivamente essas duas categorias e, portanto, você não pode dizer algo sobre uma categoria que não se aplique igualmente à outra.

Mas as mulheres são especialmente oprimidas em nossa sociedade. Os homens não sabem como é ser mulher na América moderna. Eles têm privilégio e poder institucional e é impossível para eles entenderem as lutas das mulheres. É por isso que é tão importante garantir que as mulheres recebam todas as chances de sucesso sem serem prejudicadas pelas vantagens injustas dadas aos homens.

Mas os homens devem poder participar de esportes femininos. É impensável oprimir um homem biológico recusando a sua inscrição em ligas femininas. Se as outras garotas não gostarem, devem verificar o seu privilégio e calar a boca.

Mas as mulheres devem se levantar e falar contra a injustiça. Elas devem ser capazes de reivindicar seus próprios espaços. Não se deve apropriar-se do que lhes pertence.

Mas drag queens são lindas e surpreendentes. Há poucas coisas mais bonitas do que a visão de um homem com roupas femininas e seios falsos dançando no palco.

Mas os homens são idiotas intrusivos e arrogantes.

Mas os homens são mulheres.

Mas patriarcado.

Mas construa.

Mas o poder feminino.

Mas estou confuso.

Pare de exigir coerência.

A coerência é para fanáticos.

Por Matt Walsh. Leia o artigo completo no Daily Wire.

O que é uma mulher?

Você notará que as pessoas da esquerda usam bastante a palavra “mulher”. Elas fazem muitas alegações sobre as mulheres. Elas dizem que essas criaturas conhecidas como mulheres têm algo chamado “direitos das mulheres”. Elas dizem que esses direitos estão sob ataque. Dizem que as mulheres são perseguidas e desfavorecidas por algo chamado privilégio masculino. Dizem que as mulheres são vítimas de uma diferença salarial. Elas dizem coisas como: “Precisamos de uma mulher presidente”.

Elas também dizem que os machos biológicos podem ser mulheres. Dizem que mulheres trans são mulheres. Elas dizem que alguém pode começar a vida como um homem e fazer a transição para uma mulher. Elas fazem muitas outras afirmações nesse sentido.

Mas como posso entender algumas dessas afirmações e declarações se não sei o que elas querem dizer com a palavra mulher? E como podem fazer declarações significativas sobre as mulheres se elas mesmas não sabem o que querem dizer com isso? Então eu pergunto de novo muito simplesmente: o que é uma mulher?

Bradley Manning, que divulgou informações confidenciais.

Acho que, para ser justo, devo fornecer minha própria definição. Costumo concordar com o Merriam-Webster que diz que a mulher significa “uma fêmea adulta”. Concordo não apenas com o dicionário, mas com toda a história da civilização humana, que, coletivamente, sempre entendeu a mulher dessa maneira.

Manning, depois da transição de Bradley para Chelsea

Mas vocês, esquerdistas, discordam. Vocês dizem que a biologia não tem nada a ver com feminilidade. Bom, então o que tem algo a ver com feminilidade? Se não podemos definir fisicamente uma mulher, como podemos defini-la? O que é uma mulher? Sua definição deve ser específica se você fizer todas essas declarações específicas sobre o que é ser uma mulher, as provações e tribulações que as mulheres enfrentam, as indignidades que sofrem e assim por diante. Disseram-nos que o Capitão Marvel é um filme importante porque é um filme de super-herói dirigido por mulheres. Ok, isso significa que Brie Larson é uma mulher. Agora estamos chegando a algum lugar. Brie Larson é uma fêmea humana adulta com todos os marcadores biológicos de uma fêmea. A imagem parece estar entrando em foco. Talvez o Webster tivesse razão afinal de contas.

Mas espere. Você também diz que Caitlyn Jenner e Chelsea Manning são mulheres apesar do fato de serem homens humanos adultos, não mulheres. Você diz que os três são todos igualmente mulheres. Subitamente, a imagem fica embaçada novamente.

O campeão olímpico, Bruce Jenner, antes da transição para Caitilyn

Foi-me dito, pelos poucos que tentaram dar uma resposta, que uma mulher é alguém que se identifica como mulher. Mas essa definição não funciona porque você não pode usar a palavra que você está definindo na definição. Se eu lhe pedir a definição de “árvore” e você me disser “uma árvore é o que é uma árvore”, você não me disse nada sobre árvores. Preciso que você explique árvores usando palavras que não incluem árvore, assim como preciso que você explique a mulher usando palavras que não incluam a mulher. Então, o que é uma mulher?

Você pode dizer que uma mulher é uma fêmea humana adulta ou qualquer pessoa que se identifique como uma fêmea humana adulta. Mas isso é apenas outra maneira de dizer que uma mulher é uma fêmea humana adulta ou uma não fêmea humana adulta. E isso é apenas outra maneira de dizer que uma mulher não é nada em particular. “Mulher” não tem definição se essa é a definição. E seria absurdo identificar-se como uma, dado que você está se identificando como algo que não é realmente nada. Também seria absurdo fazer quaisquer declarações sobre as mulheres, como “as mulheres merecem direitos iguais”. Não podemos mais conceder nenhuma igualdade de direitos a uma mulher mais do que a uma bruxa maluca se a palavra “mulher” tiver como objetivo uma definição como a última. Então, o que é uma mulher?

Ser-me-á dito que palavras como “mulher” e “homem” estão em um espectro. Ok, então me fale sobre esse espectro. O que há em cada lado do espectro? Defina as pessoas que existem no extremo do (o que eu chamaria) lado da mulher do espectro. Se alguém está no espectro entre homem e mulher – o que isso significa? Entre o que e o que? Você não pode escapar do problema de definição falando sobre espectros. Se o espectro nos leva de uma coisa indefinível para outra indefinível, então não é um espectro. É mais como um buraco negro onde todo sentido, razão e as próprias leis da ciência se transformam em caos. Então, o que exatamente um homem quer dizer quando diz “eu me identifico como uma mulher”? O que é uma mulher?

Uma mulher, no final, é apenas alguém que gosta de coisas femininas ou se veste de maneira feminina? Bem, isso não pode ser porque não podemos definir “feminino” enquanto não tivermos definido a mulher. Também esta definição transformaria muitas mulheres em não-mulheres e muitas não-mulheres em mulheres. Além disso, a esquerda tem tentado eliminar as construções sociais de feminino versus masculino por anos. Certamente você não pode ir de “não se deve esperar que todas as mulheres sejam femininas” para “a única característica definidora da condição feminina é a feminilidade”. Certamente você não pode fazer uma volta de 180º e minar tudo o que você tem dito nos últimos 60 anos. Então, o que é uma mulher?

Miley Cyrus

Não parece possível formular uma definição de mulher que evite a biologia, ao mesmo tempo em que permite que as mulheres sejam uma categoria objetiva, única e discernível. Mas convido qualquer esquerdista a provar que estou errado. O que é uma mulher?

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Arte

Quero Ser Querido

ENDRE ADY (1877–1919) Não sou antepassado, herdeiro,parente, amigo ou companheironem nada de ninguém,nem nada de ninguém. Alteza, como todo humano,sou Cabo Norte, enigma, arcano,longínquo fogo-fátuo,longínquo

Leia Mais »