Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Como vimos com as explosões recentes em vários campus universitários, não é preciso muito nestes dias para as pessoas se ofenderem. Usar um traje de Halloween que faz referência a uma certa cultura? Ofensivo. Dizer algo contrário à opinião de outra pessoa? Ofensivo.

Mas nos ofendemos e nos ultrajamos muito facilmente hoje em dia? Essa é uma pergunta que Sarah Kaufman faz em um artigo recente para a Revista Salon. Ela observa:

“Estamos em um ambiente de agarrar e tomar: tirar vantagem, assumir o controle, tomar para si mesmo.”

A culpa por essa mentalidade, diz Kaufman, está parcialmente aos pés de pais que seguiram a “abordagem centrada na criança” de Benjamin Spock para criar filhos. Tal abordagem incentivou os pais a promover e incentivar a auto-estima e a “popularidade” de seu filho. Ao fazer isso, os pais perderam a oportunidade de criar filhos graciosos e educados que se concentram em dar aos outros, e não a si mesmos. Kaufman observa:

“Curiosamente, a visão de Spock sobre a primazia da simpatia inverte a noção anglo-americana de longa data, prevalecente entre os puritanos e até a década de 19 e início do século XX, que constrói o caráter através do serviço aos outros, seja o seu parceiro ou Deus.Nesta visão mais antiga, quanto menos você se fixar em si mesmo melhor, além de controlar os impulsos indisciplinados. Dar prioridade aos outros é a coisa certa, e graciosa, a ser feita. “

A sociedade parece cada vez mais caótica, egocêntrica e confusa. Será que veríamos alguma dessa confusão se resolver se começássemos a treinar a próxima geração a concentrar-se menos em si mesmos e em seus próprios confortos e, mais uma vez, procurar prover graça e serviço aos outros?

Annie Holmquist  tem mais de 20 anos de experiência como educadora musical e professora voluntária.
star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Divulgação

Bible Journaling na SBB

Bible Journaling é uma técnica para estimular a leitura e o estudo da Bíblia Sagrada.  Consiste em destacar versículos na Bíblia, anotando ideias, sentimentos e ensinamentos.

Leia Mais »