iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Se você não consegue vender sua histeria para os adultos, tente com as crianças

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Capa de quando se alarmava o mundo com a chegado da Era do Gelo

Por Dennis Prager. Leia o artigo original no Jewish World Review.

Toda a esquerda norte-americana – a grande mídia, o movimento ambientalista e os políticos democratas em particular – está comemorando o envolvimento de adolescentes e crianças ainda mais jovens em protestos contra a “inação” do mundo em relação ao aquecimento global.

[Mas não só ela. Além dos democratas do Congresso norte-americano, as Nações Unidas também a convidaram para testemunhar. A esquerda em todo o mundo está comemorando. Uma garota sueca de 16 anos cujo desprezo por adultos é de tirar o fôlego é uma heroína internacional.]

O prefeito e a Câmara Municipal de Nova York permitiram aos alunos faltarem às aulas para participarem de um protesto contra aquecimento global.

A mensagem dos jovens é: “Vocês, adultos, não estão fazendo seu trabalho. Como resultado, não temos futuro”. Um repórter solidário – existem repórteres não solidários?: “Adolescentes ainda estão esperando por um sinal de que seus idosos entendem”.

O Times relatou: “Por trás do ativismo, existe uma verdade simples: os jovens estão incrivelmente assustados com as mudanças climáticas. Eles vêem isso como uma profunda injustiça e uma ameaça existencial à sua geração e àquelas que se seguirão. …

“‘Eles se preocupam, e se preocupam bastante’ ‘, disse Maria Ojala, psicóloga ambiental da Universidade Orebro, na Suécia.

Arielle Martinez Cohen, 18, do grupo climático jovem Zero Hour lembra-se de ter lido um artigo de um think tank que avisava que a espécie humana poderia ser extinta, em 2050, se a sociedade não se organizar.

“‘Eu quase imagino algo do tipo apocalipse acontecendo”, disse ela. “Muitos jovens dizem que não conseguem imaginar trazer seus próprios filhos para o mundo.

“‘Não é ético. É literalmente uma casa em chamas’ ‘, disse Lana.

“‘Isso é algo que não é realista’, concordou sua irmã gêmea, Yena.

“E como eles podem sequer pensar na faculdade ou considerar suas carreiras diante de tanta incerteza?

“É algo que eu sinto todos os dias”, disse Yena. “Eu trabalho muito na escola e faço todas essas coisas e fico tipo:” Para o que estou trabalhando? Eu tenho um futuro? “

É fundamental lembrar que as histerias – como o conluio russo com a campanha de Trump, o “racismo endêmico e sistêmico nos Estados Unidos”, a “crise” heterossexual da AIDS na América e a “cultura de estupro” nos campi das faculdades americanas – são para a esquerda o que oxigênio é para a vida biológica. Sem oxigênio, sem vida; sem histeria, sem esquerda.

Aparentemente, no entanto, a histeria da esquerda sobre o aquecimento global que leva à extinção virtual da vida na Terra não mobilizou adultos o suficiente. Muitos adultos que não negam que a Terra está esquentando – como o escritor e pensador ambientalista dinamarquês Bjorn Lomborg – negam que a ameaça seja “existencial” e acreditam que as soluções da esquerda, como o Green New Deal, prejudicarão o mundo muito mais do que as emissões de carbono. A prova de que a esquerda é histérica é sua falta de vontade de promover a energia nuclear – uma fonte de energia completamente limpa e não fóssil. Fornece à França 70% de sua energia. Qualquer um que realmente acredite que a vida na Terra está ameaçada, agarraria o barco salva-vidas da energia nuclear. Que eles não agarram, prova o que acreditamos desde o começo: O cenário da “ameaça existencial” é outra falsidade da esquerda usada para atiçar a histeria que levará a esquerda ao controle da economia e da sociedade.

Isso nos leva de volta às crianças: se você não pode vender sua histeria para adultos, experimente crianças. Foi isso que a esquerda fez. Afinal, ninguém é tão maleável ou tão facilmente doutrinado quanto as crianças.

Considere o seguinte: se a esquerda não dissesse que o mundo ia acabar, elas não se preocupariam com isso. Elas estariam desfrutando de suas jovens vidas, talvez até aprendendo a apreciar o fato de que vivem no país mais livre, no momento mais próspero da história humana. Em vez disso, graças aos esquerdistas (que são crianças em corpos adultos), elas vivem sob o domínio da “eco-ansiedade existencial”.

Essa é apenas mais uma maneira pela qual a esquerda agride as crianças (além de dizer que elas não são meninos nem meninas, mas o que quer que seja que mais tarde escolherem; ensinando-as a desprezar seu país; e privando-as da maior fonte de moralidade, significado, comunidade e felicidade: qualquer uma das religiões judaico-cristãs).

É deprimente e assustador.

Os filmes mais assustadores são aqueles com crianças sofrendo lavagem cerebral. Este show de horror está acontecendo na vida real.

star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Coronavírus (COVID-19)

O Vírus Chinês Abala a Saúde Mental

Médico psiquiatra, professor titular do departamento de psiquiatria da Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, o professor Jair de Jesus Mari ministrou

Leia Mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *