iconfinder_vector_65_12_473798

Filie-se!

Junte-se ao Conselho Internacional de Psicanálise!

iconfinder_vector_65_02_473778

Associados

Clique aqui para conferir todos os nossos Associados.

iconfinder_vector_65_09_473792

Entidades Associadas

Descubra as entidades que usufruem do nosso suporte.

mundo

Associados Internacionais

Contamos com representantes do CONIPSI fora do Brasil também!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Por Charlie Nash, no Breitbart.

A era do sexo virtual imersivo chegou​​” afirma o O Dr. Neil McArthur. A seguir, as posições do Dr a respeito do assunto:

 Devemos estar preparados para o surgimento de “digisexuais”​, pessoas​ que usam a tecnologia como s​eu principal ​escape sexual. Novas tecnologias sexuais radicais, que chamamos de “dig​isexualid​ades”, estão aqui​.​ À medida que essas tecnologias avançam, a sua adoção crescerá e muitas pessoas podem se identificar como ” dig​isexuais” – pessoas cuja identidade sexual primária ​vem do uso da tecnologia​.
Os pesquisadores descobriram que tanto ​leigos quanto  clínicos têm sentimentos mistos sobre ​os dig​isexua​i​s. Os clínicos devem estar preparados para os desafios e benefícios associados à adoção de tais tecnologias sexuais.​​ ​ A fim de permanecerem éticos e viáveis, os clínicos precisam estar preparados para trabalhar com ​pacientes que participam de dig​isexualidades. No entanto, muitos praticantes não conhecem essas tecnologias, bem como as implicações sociais, legais e éticas​.
As diretrizes para ajudar os indivíduos e os sistemas relacionais a fazer escolhas informadas sobre a participação em atividades baseadas em tecnologia de qualquer tipo, ​sem falar nas de natureza sexual, são poucas e distantes​.​Assim, um quadro para entender a natureza da dig​isexualidade e como abordá-la é imperativo​.​
Sobre o tema do sexo e robôs virtuais, McArthur proclamou: “
​Para muitas pessoas​, ​suas experiências com essa tecnologia ​será parte integrante da sua identidade sexual​,​ e algumas prefer​irão que ​os robôs dirijam as interações sexuais com os humanos. Estes robôs serão feitos sob medida para satisfazer os desejos das pessoas e farão coisas que os parceiros humanos não podem ou não vão fazer​.​ Por esta razão, um número significativo de pessoas provavelmente virá a usar os robôs como seu principal modo de experiência sexual​.​
Os b​ordéis ​com robô​s​ d​e sexo estão ganhando popularidade na Europa, enquanto​,​ em abril​, um engenheiro chinês “se casou” com o robô sexual ​que ​ele ​mesmo ​criou depois de ​ficar frustrado ​por “não encontrar uma namorada”.
A inteligência artificial está atingindo níveis humanos e também se tornando emocional também”, explicou
​ ​o ​futurólogo, ​Dr. ​Ian ​Pearson. “Então, as pessoas terão ​laços emocionais bastante fortes com seus próprios robôs. Em muitos casos, isso se t​ransformará ​num relacionamento ​sexual, porque eles ​já ​vão ​achar que a aparência do robô combina com suas preferências ​afinal, então, se parece legal e também​ ​tem uma personalidade excelente, é inevitável que as pessoas ​criem fortes laços emocionais com seus robôs e, em muitos casos, ​isso ​levará ao sexo​.
star-line-clipart-22
Editorial

Colunista do Conselho Internacional de Psicanálise.

Publicidade

Sorteio Brigith Jóias!

Peça Publicitária A Brígith jóias & consignação preparou um sorteio para seus seguidores:Quer ganhar todos esses prêmios? 100 reais em jóias. Uma Make Profissional. Uma

Leia Mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *